4 de agosto de 2020

Letra Sonora

Ramon Chrystian

Quais as perspectivas da igreja em relação à adoração neste tempo? O culto tornou-se uma das principais preocupações e considerações na maioria das igrejas hoje. Conferências e livros sobre o assunto não faltam. O reflexo disso é que houve uma busca comum à adoração genuína, ao culto que honra a Deus e que o agrade em Espírito e em Verdade. Mas, o que é culto?

A. Blackwood vai dizer que“culto é a resposta do homem à revelação de Deus”; culto é prostrar-se, curvar-se diante de Deus, O Todo-Poderoso. Culto é algo sublime, é o encontro do finito com o infinito. Como Igreja do Senhor, nos reunimos toda a semana para prestarmos culto, juntos!

Muitas pessoas trabalham durante a semana para que este encontro aconteça na mais perfeita decência e ordem; músicos vocalistas e instrumentistas, coristas, interpretes, operadores de som e multimídia, recepcionistas, conselheiros, pregadores, professores, intercessores; todos engajados em fazer o melhor para o Senhor.

O desdobramento deste culto coletivo deve ser em uma “mesma mente”, “um único acordo” e “em uma única voz”, como nos ensina Paulo em Romanos 15. 5 e 6: “Ora, o Deus que dá perseverança e encorajamento, vos conceda o mesmo pensamento um com o outro, de acordo com Jesus Cristo, para que, concordemente  e em só voz glorificar a Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo”.

Infelizmente, tenho lido testemunhos onde o culto tem sido a principal fonte de dissensão e divisão dentro da igreja; tragicamente, a atividade que deveria expressar fortemente a unidade do corpo de Cristo, muitas vezes é a causa de desunião, brigas, desconfiança, inveja, etc. A linguagem é confusa e superficial. Aqueles que trabalham para a realização do culto não se preparam dignamente, chegam atrasados, desprezam a seriedade e o privilégio de se prestar culto também através do serviço.

O que era para ser uma experiência marcante e em Espírito e em Verdade se torna algo traumático, em espírito de má vontade. Estas pessoas têm perdido a principal premissa sobre adoração, sobre culto: Temos que nos concentrar na glória de Deus. Para que possamos avançar juntos neste terreno comum, devemos primar pela unidade, mesmo em meio à diversidade de gostos, estilos, de ritmos, de instrumentos, de sons; vamos realmente agir como corpo universal de Cristo, e ser agradável a Ele em nossa adoração.

“Por Ele e pra Ele são todas as coisas, a Ele seja a glória para todo o sempre! Amém”!

Fabiano Rocha da Silva

Inscreva-se para receber atualizações

Você se inscreveu em nossa newsletter com sucesso :)

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Letra Sonora will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d blogueiros gostam disto: