18 de setembro de 2020

Letra Sonora

Ramon Chrystian

Música e Músicos: “Entes superiores”

A partir do século XIX a música começa a ter uma conotação de “Arte Superior”. Os músicos se tornaram uma espécie de “ENTE SUPERIOR”. 

Sem dúvida estamos em nossa sociedade aprisionados a este sentimento de superioridade em relação aos músicos.

Quando a música deveria ser uma arte natural e parte da expressão dos seres humanos, encontramos música mecanizada pelos padrões estéticos universais impostos pela Mídia, supérflua e dispensável, feita por pessoas “especiais”.

Nas igrejas, encontramos esse conceito de forma muito comum, e é compreensível de que isso aconteça, pois a igreja é de certa forma um retrato da sociedade. Compreensível sim, aceitável não. Ministros de música, educadores e pastores devem trabalhar a fim de reeducar essas concepções. Ninguém é especial por saber tocar ou cantar ou pregar. Quem assim se julga torna-se tolo.

"Há diferentes tipos de dons, mas o Espírito é o mesmo. Há diferentes tipos de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. Há diferentes formas de atuação, mas é o mesmo Deus quem efetua tudo em todos. A cada um, porém, é dada a manifestação do Espírito, visando ao bem comum." 

(1 Coríntios 12.4-7)

Cada coisa tem seu lugar, e o real valor da música no culto, bem como o caráter de serviço dos músicos devem ser ensinados constantemente para criar uma cultura interna de temor e serviço. Talvez assim, podemos ter certa resistência aos bombardeios constantes dessas concepções errôneas e universais.

Ramon Chrystian A. Lima
 

Inscreva-se para receber atualizações

Você se inscreveu em nossa newsletter com sucesso :)

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Letra Sonora will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.
%d blogueiros gostam disto: