Grandes Compositores

Grandes Compositores 3, Ludwig van Beethoven

Ludwig van Beethoven é um dos compositores mais respeitados, citados e ouvidos de todos os tempos. Tanto quanto J.S.Bach e W.A.Mozart, inúmeras orquestras gravaram suas composições. Ficou marcado como um compositor de transição entre os períodos clássico e romântico da música ocidental.

Nasceu provavelmente no dia 16 de dezembro de 1770 em Bonn, no reino da Prússia, Alemanha. Aos 8 anos de idade teve aulas com o melhor mestre de cravos da cidade, onde escrevendo sobre seu incomum talento, relatou que aos 10 anos de idade Beethoven já dominava o repertório de Bach. Seu professor o apresentava como um segundo Mozart.

Beethoven era amigo do conde de Waldstein, que facilitou sua ida à Vienna,na Áustria, onde ele pôde estabelecer um bom relacionamento com a sociedade aristocrata vienense.

Em Vienna, estudou com Joseph Haydn, um dos maiores compositores do período clássico. Posteriormente, a história os apelidou de “Trindade Vienense”: Wolfgang Amadeus Mozart, Joseph Haydn e Beethoven por caracterizarem o chamado “classicismo vienense”. Há quem diga que ele teve aulas com Mozart, outros, afirmam que este encontro não aconteceu.

Um dos acontecimentos que mais marcou sua vida foi a surdez que lhe acometeu causada por uma congestão dos centros auditivos. Beethoven, embora tenha tratado a surdez no médico, não quis que as pessoas soubessem deste seu problema. Além dos amores não correspondidos, a surdez foi um dos motivos de uma forte depressão em sua vida. Uma frase muito marcante descreve seu sentimento quanto ao problema auditivo e como ele se apegou à música:  “Foi a arte, e apenas ela, que me reteve. Ah, parecia-me impossível deixar o mundo antes de ter dado tudo o que ainda germinava em mim.”

Beethoven compôs cerca de 343 obras. Dentre suas várias composições conhecidas estão(1):

  1. Sonata Ao Luar, Opus 27 nº 2 (1801)

2- Sonata Apassionata, Opus 57 (1804)

3-Sinfonia nº3 (Eroica), Opus 55 (1802)

4- Sinfonia nº5, Opus 67 (1807)

5-Sinfonia no9 em ré menor, op. 125

6-Concerto para piano e orquestra nº4, Opus 58 (1806)

7-Missa Solemnis, Opus 123 (1823)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *