Compromisso no ministério

É muito comum nos ministérios ouvirmos sobre a falta de compromisso de membros da equipe.

Acredito que esta questão está intimamente ligada ao senso de missão pessoal junto à missão do Reino de Deus.

Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração.
Mateus 6:21

Não é muito difícil descobrir onde fica o tesouro de cada pessoa. Olhe para a agenda.

A nossa agenda demonstra onde temos empenhado tempo de nossa vida. Quais são as atividades de maior importância para nós.

Quando uma pessoa não emprega seu tempo no ministério é sinal que seu coração não está ali. Talvez seja um momento de reflexão sobre suas crenças, seu propósito de vida e que talvez, aquele não seja realmente seu ministério.

É fato que existem muitas pessoas dentro dos ministérios de louvor (ou outras designações como min. de adoração) que não deveriam estar ali.

Não possui perfil adequado, não quer pagar o preço das dificuldades, mas as vezes a atração do “status”, da música em si ou da exposição acaba falando mais alto.

Algumas considerações:

  • Se você quer estar neste ministério para tocar/cantar, ou seja, exercer um talento pra “não ficar parado”: Não entre.
  • Se você pensa em estar no ministério porque seus amigos fazem parte: não entre.
  • Se você quer entrar, faça uma auto análise real, e veja se no fundo das intenções você quer entrar porque acha um ministério cool, gosta  das luzes, fotos bacanas, posts nas redes. Se for por isso: Não entre.(Veja bem, na era pós-moderna são necessários os recursos – fotos, design,videos,streeming,redes,etc. Mas isso não pode ser um fim, e se for, está intimamente ligado a pensamentos vaidosos.)
  • Se você não aceita liderança de seu pastor ou ministro de adoração: Não entre.
  • Se você tem aversão a crescimento espiritual e técnico, não ensaia, não quer ter o trabalho de se preparar em casa, não quer ser apoio para irmãos da equipe em oração e cuidado, não quer agregar valor aos mais novos e inexperientes: Não entre.
  • Se você não gosta de chegar cedo, montar equipamentos com carinho, preparar um ambiente de culto sem distrações, ajudar nas coisas de “backstage” (onde ninguém vê o “serviço sujo”): Não entre.

Eu acredito que o compromisso tem muito a ver com o senso de missão.

Antes de exercer em grandes ministérios eu era liderado e já servi em muitas igrejas pequenas (e poderia ser de novo… Afinal, estar em uma grande igreja não é sinal de “sucesso” como muitos acreditam). Uma das experiências que me lembro foi na Segunda Igreja Batista em Moreira César, Pindamonhangaba. Uma igreja pequena, recém organizada na época.

Em 2004 eu cursava bacharelado em guitarra elétrica durante a semana e nos fins de semana servia na igreja.

Tínhamos pouquíssimas pessoas para tocar. Muitas vezes acompanhando sozinho, mas era prazerosa a nossa missão. Durante a semana produzia playbacks dos canticos que seriam tocados na quinta, pois estaria estudando e muitas vezes não havia alguém para tocar.

Lembro que em muitas ocasiões, indo de bicicleta mais cedo no domingo, batia um forte vento na rua sem asfalto que levantava uma poeira enorme sobre mim.

Nestes dias eu pensava: É isso mesmo? A resposta vinha: Sim, é isso. Nem sempre a missão vem acompanhada de nutella.

1 Comment on "Compromisso no ministério"

  1. Wanderson da Costa Saraiva | 3 de novembro de 2018 at 11:38 | Responder

    Paz meu irmão! Que artigo oportuno! Muitas pessoas hoje em dia querem o status do Ministério, mas não querem pagar o preço que é exigido. É uma questão que tem ser muito frisada em nossas igrejas. Que Deus te abençoe e que vc continue a nos abençoar com estes materiais tão ricos, úteis e oportunos. Grande abraço!

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


%d blogueiros gostam disto: